Header Ads

Polícia Civil do Crato elucida crime de latrocínio em que foi vítima o ciclista “Velinha”


A Polícia Civil de Crato anuncia que, por meio de seu núcleo de investigações, elucidou o crime de latrocínio que vitimou José Flaviano Feitosa Nunes, conhecido por "Velinha", de 46 anos. Flaviano foi espancado e teve seu aparelho celular e bicicleta subtraídos, fato ocorrido no dia 08 de fevereiro de 2021. A vítima faleceu uma semana após as agressões.

Da operação, resultou a apreensão do aparelho celular da vítima, sendo lavrado TCO de receptação contra a pessoa que estava com o aparelho sob sua posse.

No total, 5 (cinco) pessoas foram qualificadas e ouvidas no autos do caderno policial, todas tiveram a posse do aparelho celular em algum momento desde a data da subtração. Cumpre salientar que alguns não conheciam a origem do aparelho. Uma sexta pessoa, um homem já qualificado nos autos, fugiu para não ser entrevistado pelos inspetores que estavam a frente das diligências.

Durante as oitivas, uma das pessoas interrogadas assumiu que estava presente no momento da abordagem à vítima e indicou quais os executores do crime e como se deu a partilha dos objetos subtraídos. Um dos envolvidos foi localizado na zona rural da cidade de Araripe-CE, e os outros dois estavam em Crato.

Das diligências, restou comprovado que três homens participaram da subtração. Todos já estão qualificados no autos, dois destes já foram interrogados, sendo que o terceiro homem foi aquele que se evadiu para não ser entrevistado pelos policiais. As diligências continuam no intuito de recuperar a bicicleta da vítima.

Sobre o assalto 
Velinha estava praticando ciclismo no bairro de Fátima (antigo Barro Branco), próximo ao Conjunto Minha Casa, Minha Vida, na cidade do Crato, quando foi abordado por 3 homens armados e teve sua bicicleta e seus pertences roubados, além de ter sido cruelmente espancado, vindo a falecer no dia 17 de fevereiro, no Hospital São Francisco (São Camilo). 

Fonte: Caririceara.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.