Header Ads

Prefeitura de Nova Olinda quer adotar energia solar em prédios públicos do Município


O prefeito municipal Ítalo Brito, encaminhou, na última quinta-feira (22), à Câmara de Vereadores de Nova Olinda, o Projeto de Lei Nº 010/2021, que autoriza o Poder Executivo a contratar o crédito no valor de R$ 1,4 milhão para a instalação de um sistema de geração de energia solar em prédios públicos da cidade. O investimento será realizado com o Banco do Brasil e pretende implantar placas fotovoltaicas nos prédios da Prefeitura, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde e no Hospital Municipal. O objetivo é diminuir o valor pago pela gestão e, que posteriormente, a inovação também chegue à iluminação pública do Município.

Segundo as faturas da Enel referentes ao mês de março de 2021, o gasto com a iluminação pública foi de R$ 33 mil. Já os prédios públicos somaram o valor de 25 mil, sendo R$ 10 mil da Administração, R$ 7 mil da Educação e R$ 8 mil da Saúde, que somado à conta da iluminação pública corresponde a um total mensal de R$ 58 mil. Com isso, a estimativa é de que a Prefeitura consiga reduzir despesas a médio prazo, e a longo prazo deverá zerar os custos de consumo de energia elétrica nos espaços em questão.

De acordo com o prefeito Ítalo Brito, a iniciativa vem sendo pensada quando ele assumiu a gestão ainda em 2019. “Desde que entrei na gestão, percebi que as contas de energia de iluminação pública e as contas de energia dos prédios públicos consomem cerca de 70% do valor arrecadado. Nesse sentido, o que sobra para investir em iluminação pública, mal dá para fazer os reparos. Ou seja, não dá para expandir as redes, pois é um valor complicado de se trabalhar. Então foi realizado um levantamento de alguns pontos que a gente julgava estarem incorretos nas contas, dentre outras cobranças indevidas que a gente já tomou medidas administrativas. No entanto, para que a gente possa ter uma troca de iluminação por led, expandir a rede e ter um serviço de qualidade, a gente precisa ter eficiência energética”, explica o gestor.

Com base no valor pago, foi realizado um trabalho de diminuição do consumo de energia nas secretarias para alcançar metas. A outra medida é a aposta em energias renováveis e mais baratas. O prefeito também reitera que o Município não terá ônus algum. “O valor que é gasto hoje, continuará sendo gasto, porque o valor da parcela do empréstimo ficará igual ou menor a atual parcela paga pela energia”, completa. Vale lembrar que o empréstimo junto ao Banco do Brasil é específico para esse tipo de investimento e não pode ser utilizado em outras áreas.. A proposta segue em análise na Câmara Municipal de Vereadores e deve ser votada pelo plenário na próxima quinta-feira (29).

Benefícios da energia solar

Conhecida por ser uma fonte limpa e renovável, a energia solar fotovoltaica é uma alternativa para expansão da oferta de energia com menor impacto ambiental. Ela não gera resíduos poluentes e nem gases causadores do efeito estufa e não precisa de turbinas ou geradores para a produção de energia elétrica, além da baixa necessidade de manutenção e da rentabilidade para os consumidores.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.