Servidores municipais de Crato realizaram uma assembleia na manhã da última quinta-feira (4 de novembro) para se posicionarem contra a retomada das aulas presenciais nas escolas públicas. O retorno presencial foi anunciado pela Secretaria de Educação no último 25 de outubro a partir de um conjunto de orientações dadas às escolas.

Os profissionais optam pela manutenção do ensino híbrido, dada a situação da pandemia no município. Além disso, queixam-se de que a Secretaria de Educação descumpre com medidas de prevenção, como a doação de um kit com máscaras, álcool em gel e outros utensílios.

“O sindicato, hoje, é a única voz que faz o contraponto contra o retorno 100%, porque, após visitas às unidades escolares, nós não temos condição de retornar as aulas em 100% de forma presencial”, argumenta o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Crato (SindsmCrato), Oldack Cesar.

Ouça a entrevista concedida pela presidente do sindicato, Denise Pinheiro, ao repórter Ambrósio Santos...


Fonte: Jornal do Cariri

Post a Comment