O contrato firmado visa atender ao Marco Regulatório do Saneamento Básico no Brasil, que tem como meta que 90% da população tenha acesso à coleta e tratamento do esgoto até 2033.

Nesta segunda-feira (23), em solenidade realizada na sede da Prefeitura do Crato, foi assinado contrato de concessão entre a Prefeitura Municipal do Crato e a empresa Ambiental Crato objetivando a universalização do esgotamento sanitário na cidade do Crato-CE. O acordo possibilitará um investimento de R$ 250 milhões na ampliação da rede de coleta e tratamento de esgoto, elevando o percentual atual de 32,8% para, no mínimo, 90% da população cratense com acesso aos serviços.

Conforme o acordo assinado, as empresas SAAEC e Ambiental Crato trabalharão em conjunto, mas com funções distintas no serviço de saneamento básico, a SAAEC continuará prestando o serviço de abastecimento de água, enquanto que a Ambiental Crato será responsável, pelo prazo máximo de 35 anos, pela coleta e tratamento do esgoto, como também pelo atendimento comercial e ao usuário. Na oportunidade o Vice-presidente Nordeste da empresa AEGEA, Renato Medicis, afirmou em sua fala que a companhia estima que nos dois primeiros anos, já se tenha 50% da população do Crato com serviço de coleta e tratamento de esgoto. Renato ainda reafirmou o compromisso de aproveitar a mão-de-obra local, garantindo a geração de emprego e renda para os moradores locais.

O investimento a ser realizado durante o período de vigência do contrato, resultará na melhoria do sistema de esgotamento sanitário com a instalação de 252 km de redes coletoras e interceptores, substituição de 36 km de rede coletora existente, implantação de 22 estações elevatórias, além da implantação de seis estações de tratamento de esgotos e implantação de 1.320 metros de emissários.

Pioneirismo no Nordeste

O prefeito Zé Ailton Brasil destacou a importância do processo iniciado há mais de 3 anos, evidenciando o Crato como a primeira cidade do Nordeste a evoluir no sentido da universalização do saneamento básico, garantindo ainda que a SAAEC continuará sendo patrimônio do povo cratense. "Estamos assinando esse contrato que fará toda uma diferença para as gerações futuras, pois teremos até 2033, 100% da sede e alguns distritos com saneamento básico", acrescentou Zé Ailton Brasil.

O presidente da SAAEC, Yarley Brito, enfatizou o pioneirismo da cidade do Crato no abastecimento de água ainda em meados do século XIX e agora sendo a primeira cidade do Nordeste a iniciar o processo de universalização do esgotamento sanitário. "Em meu olhar esse processo foi construído por todos, com diálogo e a participação da Caixa Econômica Federal e do Ministério do Desenvolvimento Regional, e finalmente foi exposto à sociedade numa consulta pública de aproximadamente 50 dias", ressaltou Yarley.

A transição dos serviços de esgotamento sanitário da SAAEC para a Ambiental Crato será acompanhada por um Comitê de Governança formado pela Prefeitura Municipal do Crato, SAAEC, Ambiental Crato e Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS).

Participaram da solenidade, o vice-Prefeito, André Barreto, Secretário de Infraestrutura, Ítalo Samuel, Procurador, Renan Xenofonte, o vice-presidente regional Norte e Nordeste da Aegea, Renato Medicis, o diretor executivo da Ambiental Crato, Renee Chaveiro, e a diretora-presidente da Ambiental Crato, Carolina Serafim.

O poder legislativo também esteve presente durante a solenidade.

Post a Comment