Header Ads

Com aumento nos casos da Covid-19, prefeitura isola sede de Município caririense


Após identificar crescimento no número de casos do novo coronavírus, a Secretaria de Saúde de Assaré decidiu isolar a cidade, proibindo a entrada de pessoas de outros municípios, assim como moradores de outros distritos. A terra do poeta Patativa viu, em sete dias, triplicar o número de casos confirmados da Covid-19 saltando de 26 para 79. O Município ainda tem 42 casos suspeitos e já registra dois óbitos.

A decisão partiu após a secretária de Saúde, Roberta Norões, se reunir com especialistas em saúde de Assaré e, junto com o prefeito Evanderto Almeida, resolveu tomar medidas mais rígidas a partir do decreto 096/2020, que entrou em vigor na última segunda-feira (22). 

Além do isolamento de outras localidades, foi estabelecido o fechamento de vários estabelecimentos comerciais, interrompendo a fase de transição econômica na qual Assaré também estava inserida, permitindo apenas o funcionamento de serviços essenciais, como lotéricas, farmácias e supermercados. Ainda há um rigor maior na  fiscalização quanto à obrigatoriedade do uso de máscaras e a circulação de pessoas nas ruas e em praças da sede e dos distritos. 

O prefeito Evanderto Almeida, preocupado com a situação, faz um apelo para que a população aceite as medidas.

“(O objetivo) é para salvar a vida de todos nós. Ninguém está seguro de pegar este vírus. Não tem idade que garanta imunidade”, observou. 

O decreto proíbe a “circulação de pessoas sem motivos relevantes e sem apresentação de justificativa plausível para sua saída, tanto na sede como na zona rural do Município”. Caso algum morador de Assaré tenha que deixar a cidade, terá que apresentar documentação comprovando o motivo na barreira sanitária, que autorizará sua saída.

“Sei que todos nós gostamos de circular, mas vamos permanecer em nossas casas. Tudo isso vai passar, se seguirmos as medidas de isolamento. Estamos observando que os casos aumentaram muito em nosso Município. Tememos a perda do controle da situação, não calculamos o tamanho do estrago. Vidas e mais vidas serão dizimadas”, afirma o prefeito.                        (Por Antônio Rodrigues / Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.