Header Ads

Município de Barro concentra menores temperaturas do Ceará em 2020


Por Redação Gazeta do Cariri

Em 2020, as temperaturas mínimas mais expressivas no Ceará foram registradas neste mês de agosto, de acordo com dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Entre os municípios monitorados por ambas as instituições, o registro mais expressivos até a última sexta-feira (14) ocorreu em Barro, localizado na macrorregião do Cariri, com 13°C registrados às 6h do último dia 11. 

A cidade do Sul do Ceará, inclusive, aparece outras quatro vezes entre as 10 temperaturas mínimas mais baixas de 2020. Outro município que também aparece cinco vezes na mesma lista é Tianguá, localizado na macrorregião da Ibiapaba. A temperatura mais baixa em neste município foi observada no dia 9 deste mês, com 13,6ºC.


A gerente do núcleo de Meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto, comenta que o cenário se dá, entre outros fatores, pela chegada do inverno no Hemisfério Sul, que iniciou-se no dia 20 de junho de 2020 às 18h44 com Solstício de Inverno. “Ou seja, o período em que o Hemisfério Norte está mais inclinado para o Sol e terminará em 22 de setembro de 2020, com o Equinócio da Primavera. No Brasil, o inverno caracteriza-se pelas temperaturas baixas, dias mais curtos e noites mais longas. No Ceará, mesmo próximo à Linha do Equador, é possível observar mínimas mais baixas em relação aos outros meses, explica. 

Média histórica 
De acordo com a normal climatológica do período entre 1981 e 2010, os meses de junho e julho, no Ceará, costumam apresentar os números mais expressivos em relação às temperaturas mínimas. Contudo, também é possível observar registros importantes dentro dessa categoria no mês de agosto. 

Alguns municípios do Ceará apresentam, em agosto, uma média de temperatura mínima abaixo dos 20ºC, como é o caso de Guaramiranga (17,3ºC), Campos Sales (18,8ºC) e Barbalha (19,9ºC). Na Capital, a média da temperatura mínima é de 21,5ºC. 

Temperatura e sensação térmica 
A Funceme ressalta que “temperatura” é a grandeza física medida através de escalas termométricas (ex: graus Celsius, Fahrenheit, Kelvin etc.) e está relacionada à energia interna de um sistema e depende do grau de agitação de suas moléculas; já a “sensação térmica” é a temperatura aparente sentida pela pele exposta, em virtude da combinação entre temperatura do ar, umidade relativa do ar e velocidade do vento. 

“Assim, uma mesma condição de temperatura do ar mais alta, por exemplo, com ou sem presença de vento mais forte, pode dar uma sensação térmica diferenciada. O vento ajuda a dissipar o calor dos corpos e assim proporcionará sensação de temperatura mais amena do que a efetivamente medida no termômetro, finaliza Sakamoto.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.