Header Ads

Família da influencer Liliane Amorim depõe à Polícia e vai entrar na Justiça contra médico


Os familiares de Liliane Amorim, de 26 anos, prestaram depoimento, na tarde desta sexta-feira (29), na Delegacia Regional do Crato, onde tramita o inquérito da morte da influencer. Após o resultado da investigação, previsto para sair em 10 dias, a família vai ingressar com ações nas esferas cível, criminal e administrativa contra o cirurgião plástico Benjamin Alencar. 

Liliane morreu no último domingo (24), após passar por duas cirurgias motivadas por uma lipoaspiração. A missa de sétimo dia ocorrerá em cerimônia fechada em uma capela da cidade de Juazeiro do Norte neste sábado (30).

De acordo com a advogada da família, Débora Araújo, nesta sexta foram colhidos depoimentos da mãe, da irmã e do ex-marido de Liliane. O médico já foi notificado. 

“A gente acredita que houve negligência, mas isso tudo ainda vai ser apurado no inquérito e, depois, remetido ao juiz”, disse. O filho, representado pelo pai, deve entrar na Justiça. 

Segundo a advogada, Benjamim “não orientou como deveria” a paciente no período pós-cirúrgico, quando ela relatava dores. 

“Ele ficava em contato por telefone, pois estava no Rio de Janeiro, mas tratava como se fosse algo normal e como se ela não estivesse colaborando”, disse ao Diário do Nordeste. 

Versão do médico 
Na quarta-feira (27), o médico Benjamin Alencar negou que houve erros no atendimento da influencer. A reportagem procurou a assessoria dele na quinta-feira (29), que informou manter o posicionamento anterior. 

A nota informa que foram cumpridas todas as normas técnicas para a realização do procedimento cirúrgico e do pós-operatório, de acordo com as diretrizes do Conselho Federal de Medicina, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da lex artis para a prática cirúrgica. 

"Diante dos fatos relacionados ao procedimento cirúrgico de lipoaspiração realizado em Liliane Amorim, o Dr. Benjamin Alencar, por intermédio de sua assessoria jurídica e de comunicação, registra seu profundo pesar pelo falecimento da paciente e registra que já se colocou e permanece à disposição da família para auxiliar em tudo o que seja necessário", diz o texto. 

De acordo com a advogada Débora Araújo, a família não foi procurada pelo médico. No entanto, a defesa do profissional a procurou após a morte. 

Entenda o caso 
A influenciadora digital Liliane Amorim, que morava em Juazeiro do Norte, morreu após realizar cirurgia de lipoaspiração. Segundo a família, Liliane passou pela cirurgia no dia 9 de janeiro e, após a intervenção, precisou passar por nova operação. 

Ainda de acordo com relatos da família, o procedimento estético foi conduzido no dia 9 de janeiro, mas uma nova operação foi necessária por conta de uma série de complicações. A ida de Liliane para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aconteceu no dia 17 deste mês, no hospital da Unimed do Centro de Juazeiro do Norte.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.